terça-feira, 27 de abril de 2010

Outono



Minha verdade dura uma estação.

Amo profundamente hoje.

Amanhã? Não sei!

Mas quem disse que amores são mensuráveis?

E qual a relação entre tempo e amor?

Não me mensuro; sou extremo.

Hoje você é meu ar,

Amanhã é vaga lembrança de um outono que desbotou.

Hoje quero você para sempre,

Mas porque não nasci para cultivar amores impossíveis,

Amanhã será como o retrato antigo de uma estação que não tem volta:

Nostalgia de um tempo que findou.



lfg, 27 de abril de 2010.

32 comentários:

  1. Oi Lilian, quando vi o titulo Outono pensei até qe já fosse para a blogagem coletiva do Espaço Aberto...rsrs
    Gostei do poema, as estações passam e cada uma tem um papel difernte em nossas vidas se as olharmos por esse lado...primaver é tempo de mudança, de florir a alma e o coração...outono lembra despedida, sei lá...inverno pode ser bom, depende...rs...já o verão não tem como não ligá-lo a alegria...
    É isso...um abraço na alma...ainda temos um pouco de outono pela frente...rs
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. E qual a relação entre tempo e amor?

    Não existe relação!
    Algo raro de se acontecer, mas me lembrei de um soneto que talvez se encaixe em seu dizer.

    Soneto da Fidelidade
    Vinicius de Morais

    De tudo, meu amor serei atento
    Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
    Que mesmo em face do maior encanto
    Dele se encante mais meu pensamento.
    Quero vivê-lo em cada vão momento
    E em seu louvor hei de espalhar meu canto
    E rir meu riso e derramar meu pranto
    Ao seu pesar ou seu contentamento.
    E assim, quando mais tarde me procure
    Quem sabe a morte, angústia de quem vive
    Quem sabe a solidão, fim de quem ama
    Eu possa me dizer do amor ( que tive ) :
    Que não seja imortal, posto que é chama
    Mas que seja infinito enquanto dure.

    Beijos Lilian!

    ResponderExcluir
  3. Aplaudo sempre a roda viva que são nossos sentimentos....me incomoda a estagnação.
    Bjkas querida.

    ResponderExcluir
  4. Mas há sempre algo que é eterno... Tudo pode desfalecer, mas nós seremos sempre quem somos e o que sentimos no momento!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Palavras de quem sabe o que quer e sente!

    Agradecemos a sua participação!

    Acreditamos que esse momento com os amigos é uma forma de criarmos laços!

    Obrigada por estar conosco!

    Receba o nosso abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  6. Mas certas coisas, felizmente, não acabam nunca.

    Obrigada por participar com a gente, Lilian!

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  7. Olá, amiga..

    Passando para agradecer sua participação.

    Gostei do poema ..maravilhoso!

    Tenha um belo dia e um outono cheio de sonhos.

    Um abraço carinhoso e um beijo no coração

    ResponderExcluir
  8. É através dessa blogagem que estou participando é que estou tendo o prazer de conhecer novos espaços.

    Parabéns pela sua postagem.

    Fim de semana iluminado.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  9. Oi, aproveitando a interação dessa postagem coletiva sobre o Outono, vim conhecer seu espaço e te convidar pra ir lá no meu Solidão de Alma...Fiquei feliz de poder abraçar com você essa estação tão linda e poética, cujos sons fecundam o silêncio e enternece os olhares...Beijos&Carinhos

    ResponderExcluir
  10. Palavras que se sentem na Alma, em todo nosso Ser... Outono é tudo isso que dissestes... simples e belo!
    Parabéns!
    Beijos, flores e muitos sorrisos!

    ResponderExcluir
  11. oi Lilian...
    Primeiro quero agradecer a sua participação.
    Essa estação trouxe a realização desse sonho bom que já vinhamos plantando no coração.
    Suas palavras revelam um amadurecimento da alma.
    Gostei muito!

    Um beijo com o meu carinho

    ResponderExcluir
  12. Amei a postagem, linda e singela.
    Bjs! Lu

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Belíssima sua postagem sobre o outono.
    Seu cantinho é muito aconchegante.
    Se sentir vontade, passe em meu jardim para conhecê-lo e apreciar a minha singela participação na blogagem coletiva.
    Acho muito bacana a interação de amigos nas blogagens coletivas.
    Tenha um ótimo fim de semana.
    Bj

    ResponderExcluir
  14. Com o brilho da cores de outono vc traz nesse poema a furta cor de fortes sentimentos. Parabéns.

    Tb participo dessa Coletiva.

    Forte abraço, Alôha,

    Hod.

    ResponderExcluir
  15. Nossa!
    que lindo o que você escreve.
    Ando a procura dessa Graça. A graça de saber viver o que a Vida oferece como presente, sem a angústia de pensar nas paradas em outras estações. Seu poema me leva a isso. A pensar que, a Estação é agora, com tudo o que ela oferece. As outras estações virão... e se virão ainda não me é presente.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  16. Olá,
    Linda sua participação,o espaço aberto foi feliz em seu tema.Também estou participando,
    Boas energias
    Mari
    http://sempretensoesamorcontos&causos.com/

    ResponderExcluir
  17. Lindo texto, gostei bastante da relação da impermanencia dos sentimentos e as estações do ano.
    beijos

    ResponderExcluir
  18. Cheguei aqui através do Espaço Aberto, como está sendo bom conhecer novos espaços, novas pessoas, cada uma com seu jeitinho especial de falar de um mesmo tema.

    Seu "Outono" ficou lindo, muitas vezes a nossa verdade dura mesmo só uma estação.

    Parabéns, foi bom estar aqui.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Um outono de palavras perfeitas e sentidas..
    Parabens
    beijos

    ResponderExcluir
  20. EXTASIOU-ME A SUA POESIA, TOCOU-ME FUNDO. APLAUSOS MERECIDOS. BJOS.

    ResponderExcluir
  21. Oi Lilian, muito lindo seu poema de outono! Trouxe-me à lembrança uma música que gosto muito, e que diz: "E no dia seguinte, não conta até vinte, te afasta de mim, pois já não vales nada, és página virada, descartada do meu folhetim." (Folhetim - Gal Costa). Beijo grande.

    ResponderExcluir
  22. FICOU SUPER LEGAL A SUA POSTAGEM..
    PARTICIPAR DAS COLETIVAS E SE COMUNICAR AINDA MAIS COM AS PESSOAS. É TROCAR MENSAGENS, PENSAMENTOS E ACIMA DE TUDO CONSTRUI UMA GRANDE AMIZADE. CONSEGUIMOS ATRAVE´S DAS COLETIVAS NOS INTERAGIR E CONSTRUIR UM GRANDE CIRCULOS DE AMIGOS VIRTUAIS.
    ESTOU PARTICIPANDO TAMBÉM DESTA COLETIVA COM A INTERAÇÃO DE AMIGOS. ACIMA COMO O DA MYLLA.
    PASSE POR LÁ E CONFIRA.
    http://sandrarandrade7.blogspot.com

    Carinhosamente, vou te esperar.
    Sandra

    Desde já um feliz final de semana.

    ResponderExcluir
  23. Muito bem elaborado seu texto é! Gostei muito!

    É não parar no tempo e prosseguir, de acordo com a sua própria natureza!

    Parabéns pela belíssima inspiração e participação!

    Abraços renovados!

    ResponderExcluir
  24. Bonita participação, poema maravilhoso.
    O outono é boa fonte de inspiração,a estação de folhas caídas ao chão e o renascer de novas esperanças,adoro!
    Gostei do seu blog.
    Vou segui-la ,ok?
    abraços

    ResponderExcluir
  25. Ola!! Belo poema!! E bela participação nessa blogagem coletiva. Gostei do seu blog, interessante!!

    Um abraço!!

    ResponderExcluir
  26. Gostei da construção textual que vai nos levando em ritmo com as palavras.
    Ótimo texto e participação.
    Beijos Tempestuosos!

    ResponderExcluir
  27. Lilian, essa blogagem coletiva deu-nos a chance de lermos lindos textos, com profundas reflexões. Parabéns pela cadência das palavras! Quando puder, leia o meu outono no rumoaescrita.blogspot.com. Um beijo, Deia

    ResponderExcluir
  28. Olá Lilian,
    belíssimo teu poema!
    Linda tua participação.
    Beijo na alma...

    ResponderExcluir
  29. Lindo texto, muito delicado.
    Gostei. Parabéns!
    Beijo pra você,
    Flávia

    ResponderExcluir
  30. Muito bom seu blog e sua arte sou pésimo para comentar por isso só vou dizerque caminharei sempre por aqui!

    ResponderExcluir
  31. Olá Lilian!

    Gostei muito do teu texto.
    Eu também faço parte desta blogagem, se quiseres prestigiar-me com a tua presença, vou adorar saber a tua opinião.

    Sergio (Argentina).

    ResponderExcluir
  32. Oi Lilian,

    Simplesmente, adorei...!!

    Beijos,

    ResponderExcluir

Escrevo para mim e para você.
Compartilhando pensamentos e sentimentos,
crescemos juntos!