segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Alma Submissa







Perverto-me para que tu me vejas virtuosa
A alma submissa,
A pele tingida de púrpura,
A carne flagelada.
Meu prazer que não é outro senão ser o seu objeto de gozo
Ainda que possa ferir-me (e fere).
Diante de ti sou servil, me presto a ser quem nem sei...
Meu desejo é um: prevaleça para sempre em mim!







Um pouco de SOM!!!


LFG, 05 de setembro de 2010.

4 comentários:

  1. Que essa alma seja sempre leve e feliz,,,tenha a serenidade dos anjos e o amor e paz...beijos de boa semana pra ti.

    ResponderExcluir
  2. Minha querida....queria é saber pq não tenho recebido as atualizações do seu blog..vou tentar dar jeito nisso.
    Li...sobre o comentário que deixou no meu canto: O amor nos pega desprevenidos sim, mas a entrega deve ser cautelosa, principalmente qdo se trata de "homens" virtuais...hehheh
    Linda semana.

    Bjs meus!

    ResponderExcluir
  3. Muitas vezes é na entrega, que nos sentimos nós mesmas, o darmo-nos para nosso amor é o complementarmo-nos como mulheres!

    Tem uma boa semana.
    Bjs

    Sãozita

    ResponderExcluir
  4. Texto bem forte, pensativo e cru. Gostei.

    ResponderExcluir

Escrevo para mim e para você.
Compartilhando pensamentos e sentimentos,
crescemos juntos!